Abreviações – VDA 19.1

Definições, Abreviações e Símbolos

 Termos e definições

A

 

Agitação: método de extração implementado para superfície internas, seu efeito de limpeza é baseado na mudança turbulenta no sentido do líquido de extração no interior do componente.

 

Aglomerado: coleta de matéria sólida para formar uma estrutura maior.

 

Amostragem: ver extração.

 

Análise de elementos (EDX): Espectroscopia de raios X de energia dispersiva capaz de analisar elementos com base no seu espectro característico de raio X.

 

Análise de materiais: termo geral para análises que caracterizam um material com precisão por meio de métodos químicos metalográficos, espectroscópicos ou mecânicos.

 

Aparelho de extração: equipamento utilizado pra realizar a extração.

 

Área de controle: termo geral para uma superfície de inspeção ou volume de controle do componente de teste, a partir do qual os resíduos devem ser extraídos.

 

Área de superfície de filtração efetiva: área da membrana do filtro de análise através da qual flui o liquido de analise durante a etapa de filtração.

 

Área de superfície molhada/volume molhado: área de controle, expressa como a área de superfície em cm2/volume, em cm3, que entra em contato com o liquido de extração, durante a etapa de extração. Geralmente é derivada da área e volume de superfície que é molhada quando o componente está em operação.

 

Balança de análise: balança com alta resolução (0,01g), capaz de pensar pequenas quantidade de resíduos de partículas

 

Banho de ultrassom: equipamento utilizando para limpeza de peças/componentes por meio da tecnologia de ultrassom (cavitação).

 

Bico injetor plano: bico que gera um jato linear. Os parâmetros incluem a largura do jato e o diâmetro do furo.

 

Carcaça do filtro: suporte para acondicionamento da membrana filtrante.

 

Carga de partículas: totalidade de todas as partículas presentes na superfície ou no liquido.

 

Cavidade: cavidade no componente de teste, a qual não pode ser molhada pelo liquido de extração, devido à presença de gás.

Classe de granulometria (também: classe de tamanho): faixa de granulometria com limite de classe máxima e mínima.

Classe de pureza do ar: especificação da qualidade do ar com base na concentração de partículas em um volume de ar definido (de acordo com a ISO 14644-1 (cleanroom).

 

Classificação de material: atribuição da composição elementar de uma classe de material com base nos percentuais de elementos individuais identificados. 

 

Código de limpeza do componente (CCC): sequência de caracteres alfanuméricos que contém as informações sobre a distribuição de tamanho de partículas em forma codificada.

 

Coincidência: partículas agrupas, as quais não podem, portanto, ser analisadas como partículas individuais, por exemplo, um contador de partículas óptico ou microscópio.

 

Condicionamento: etapa de preparação em que o filtro de análise é enxaguado sob pressão, seco e desumidificado, antes do seu peso de tara ser pesado.

 

Condições de teste: circunstâncias em que é realizada a inspeção de limpeza.

 

Contador óptico de partículas; dispositivo de inspeção utilizado para contar as partículas nos líquidos e medir seu tamanho, funciona com base no princípio de luz dispersa ou extinção.

 

Contêiner de coleta (também: recipiente de coleta): contêiner para coletar o liquido de extração para filtragem posterior.

 

Critério de valor em branco (blank): valor máximo que não pode ser ultrapassado quando feita a determinação do valor em branco, ou seja, máx. 10% do limite de sujidade necessário.

 

Dessecador: dispositivo de laboratório para arrefecimento do filtro de analise em um ambiente completamente seco.

 

Distribuição da granulometria: contagem de partículas agrupadas em classes de granulometria.

 

Enxágue interno: método de extração com efeito de limpeza que se baseia em um fluxo turbulento do liquido no interior do componente.

 

Enxágue sob pressão: método de extração com efeito de limpeza que é gerado pela energia cinética de um jato aberto(impulso)

 

Especificação de inspeção (também: especificação de sujidade): descrição detalhada do procedimento de teste(se for o caso, também com a inclusão de ilustrações, tabelas, limites de sujidade etc., para prestar suporte ao usuário).

 

Especificação de limpeza (também: limites de sujidade): documentação das características das partículas admissíveis e as quantidades no componente.

 

Etapa de extração (também: etapa de amostragem): etapa de trabalho única que faz parte do procedimento de extração que é realizada em um teste de redução ou quando é feita a amostragem de várias áreas de controle.  

 

Etapas preparatórias: totalidade de todas as medidas executadas após a entrega do componente e antes da execução dos procedimentos.

 

Extração: procedimento utilizado para separar os resíduos das partículas a partir do componente de teste com auxílio do fluido de extração

 

Fibra: estrutura longa, fina, que é definida pelo seguinte: Relação entre o comprimento esticado e o diâmetro máximo interior do círculo que é maior que 20: a largura máxima medida através do diâmetro do círculo interno é inferior ou igual a 50 microns.

 

Geralmente é utilizado para caracterizar uma fibra têxtil (flexível, maleável, feita a partir de materiais orgânicos) e diferenciá-la de partículas compactas.

 

Aviso: as estruturas em forma de fibras duras, como as fibras de vidro, também são detectadas como fibras.

 

Filtração: processo no qual as partículas são depositadas no filtro de analise.

 

Filtro de analise: membrana filtrante que possui propriedades definidas de deposição que fazem com que as partículas de tamanho especifico sejam conservadas durante a filtração.

 

Fluxo turbulento: fluxo de fluido com efeito de limpeza, gerado por turbulência, o qual é utilizado para extrair os contaminantes de locais internos, um fluxo turbulento eficaz prevalece no liquido caso seja aplicado o seguinte: Número de Reynolds > 4000.

 

Formação de aerossol: atomização de um liquido para criar pequenas gotículas, por exemplo, no enxague sob pressão devido ao formato dos bicos ou impacto do jato de enxágue sob pressão na superfície.    

 

Fundo do filtro: cor da membrana filtrante da analise.

 

Geometria do bico de spray: características geométricas que afetam o formato do jato e o padrão de enxágue sob pressão.

 

Granulometria: característica geométrica da partícula que é definida na especificação de sujidade. Se essa não for indicada, a granulometria corresponde a dimensão mais longa (Feretmax).

 

Gravimetria: método de análise utilizado para determinar a massa de todos os resíduos presentes no filtro de analise através de medição da diferença de peso.

 

Inspeção de limpeza: inspeção de limpeza realizada com parâmetros de extração qualificados.

 

Inspeção direta: método de analise capaz de detectar a contaminação diretamente sobre a superfície do componente, sem a necessidade de uma etapa de extração ou filtração.

 

Inspeção dupla: procedimento no qual são realizadas duas etapas de extração idênticas para confirmar a eficácia e a adequação dos parâmetros de extração qualificados, aqui, o critério de redução(decaimento) é fixado em 30% ao invés dos 10% que se aplicam para os testes de redução/decaimento.

 

Isolamento: triagem das áreas do componente de teste que não fazem parte da área de controle e que não devem entrar em contato com o fluido de extração; uma vedação é um exemplo de isolamento.

 

Limpeza: processo para deixar um liquido, objeto ou aparelho de extração tão limpo quanto necessário.

 

Liquido de análise: liquido contendo a carga de partículas que deve ser analisada.

 

Liquido de enxágue final: liquido contendo a carga de partículas que deve ser analisada.

 

Liquido de extração: fluido/meio de transporte das partículas do componente para a membrana filtrante

 

Liquido pós-tratamento: liquido utilizado após a etapa de filtração para remover quaisquer resíduos das partículas, a partir das superfícies do aparelho de extração e depositá-las no filtro de análise que não foram dissolvidos, com o fluido de extração, por exemplo, anticorrosivos, óleos ou lubrificantes/protetivos.

 

Lote de teste: todos os componentes de teste, a partir do qual a carga das partículas combinada é medida na inspeção de limpeza.

 

Medição volumétrica: vazão determinada pela medição do volume de liquido e o tempo necessário para encher um recipiente até um nível especifico.

 

Meio de inspeção: termo geral para um liquido de extração de ar ou utilizado para separar a contaminação do componente de teste.

 

Membrana filtrante: filtro onde ocorre a análise.

 

Método de extração: técnica para retirar a carga de partículas do componente de teste.

 

Microscópio: dispositivo utilizado para ampliar e visualizar objetos pequenos, muitas vezes contendo um sistema de câmara integrada com processamento de imagem. É feita uma diferenciação entre os microscópios de materiais, estéreo e com zoom.

 

Monitoramento: inspeção de limpeza em intervalos regulares com o objetivo de avaliar os processos pertinentes à limpeza.

 

Nível de limpeza: um número (codificado) atribuído a uma contagem especifica de partículas que é numericamente incorporado no CCC( ISO 16232).

 

Objeto de teste (também conhecido como corpo de prova ou componente): componente único, agregado ou sistema inspecionado para limpeza.

 

Ocupação do filtro: área de superfície do filtro de análise coberta por partículas, expressa em percentagem.

 

Padrão de partículas: substrato marcado com objetos de formato e tamanho conhecidos, utilizados para verificar se os sistemas de análise óptica estão calibrados de forma correta.

 

Parâmetros de extração: totalidade de todos os parâmetros físicos que influenciam a extração, que pode ser ativada ou calculada a partir do aparelho de extração.

 

Partícula: pequena estrutura feita a partir da matéria orgânica ou inorgânica sólida.

 

Partícula crítica: partícula cujas dimensões geométricas ou natureza físico-químicas poderiam causar danos no componente ou em um sistema. Uma subcategoria de partículas críticas é formada pelas assim chamadas partículas "assassinas", que causam uma falha imediata do componente ou sistema.

 

Peso do resíduo: massa da carga de partículas determinada como a diferença de peso, utilizando o método de análise gravimétrica.

 

Procedimento de extração: sequência completa de todas as etapas realizadas de extração.

 

Procedimento de inspeção: termo utilizado para descrever a sequência completa de todas as etapas de trabalho(etapas preparatórias, extração, filtração, análise) realizada no decurso da inspeção de limpeza.

 

Redução/Decaimento: na extração repetida, ocorre uma diminuição no nível de contaminação do componente.

 

Relatório de inspeção: documento que contém as informações gerais, resumidas e claras, juntamente com os detalhes do componente de teste, informações sobre as etapas de extração, filtração e análise, assim como uma representação dos resultados de inspeção.

 

Relatório de qualificação: documento que faz parte da especificação de sujidade que só contém os resultados do teste de decaimento, ou um documento independente que contém informações gerais, juntamente com detalhes do componente de teste, informações sobre as etapas de extração, filtração e de análise, assim como sobre as condições de inspeção e rotina. Documentação do teste de qualificação (curva de decaimento e derivação do procedimento de inspeção de rotina).

 

Sistema de análise: dispositivo para medir e/ou caracterizar as partículas.

 

Situação de limpeza(também limpeza do componente): valor(es) de limpeza do componente que pode(m) mudar ao longo do tempo, devido a influencias externas.

 

Sobreposição de partículas: partículas que se sobrepõem, o que impede que sejam opticamente registradas como partículas individuais.

 

Tamanho do lote de teste: número de componentes de teste que compõem o lote de teste.

 

Tamanho do poro do filtro: para os filtros de malha, isto equivale à largura nominal da malha; para filtros de análise de celulose, corresponde a largura da malha equivalente.

 

Teste de qualificação: procedimento de teste para as inspeções de rotina recorrentes que são determinadas através da realização de experimentos.

 

Teste de redução/decaimento: procedimento utilizado para verificar a eficácia e adequação dos parâmetros de extração em que a etapa de extração é repetida seis vezes no mesmo componente de teste de maneira idêntica.

 

Ultrassom: método de extração com efeito de limpeza, baseado na formação e subsequente colapso de bolhas de vapor(cavitação) que são induzidas por alta pressão acústica. São utilizadas frequências que variam entre 20 kHz e 400 kHz (em alguns casos até 1 Ghz).

 

Valor de limpeza: único valor que especifica a limpeza do componente, por exemplo, peso do resíduo, partícula mais longa ou contagem de partículas.

 

Valor de redução: quociente entre o valor limpeza em causa e a soma de todos os valores anteriores de limpeza (incluindo esse em causa), expresso em percentagem.

 

Valor em branco: carga de partículas provenientes durante uma inspeção de limpeza que não se origina do componente de teste, mas sim do aparelho de extração e/ou utensílios, ambiente e, possivelmente, também dos membros da equipe.

 

Valor limite: valor máximo admissível para o peso do resíduo, dimensão da partícula (comprimento, largura, altura) ou a quantidade de partículas que não pode ser ultrapassado.

 

 

(Fonte: VDA 19.1, páginas 284-292)