Análise por Enxágue

A análise de sujidade utilizando o método por enxágue tem duas opções, sendo estas, enxágue sob pressão e enxágue interno. Os parâmetros para definição desses dois métodos são definidos por uma curva de decaimento.

A análise de sujidade utilizando o método de extração por enxágue sob pressão ou enxágue interno pode ser utilizada para inspeção de pequenos e grandes componentes (peças).

Recomenda-se que para a inspeção de grandes quantidades de peças (especificações com requisito técnico para avaliação de uma área de 1000cm²), seja avaliado uma área mínima de superficie de extração de 200cm².

O método por enxágue sob pressão descreve a aplicação localizada do liquido de extração adequado ao componente através de um jato aberto. O efeito de limpeza é devido principalmente ao momento transferido pelo jato de impacto sobre o componente de teste. O método é adequado para limpeza de superficies externas e internas de fácil acesso.

enxague sob pressao_ex_vda 19

Exemplo enxágue sob pressão

O método por enxágue interno é aplicado hermeticamente em uma abertura (orifício da peça em especifico). Dependendo da peça existem um ou mais canais a serem analisados.

enxague interno_ex_vda 19
DSC04833.1 - Cópia

Exemplo enxágue interno

Os parâmetros mais importantes que influenciam a eficácia da análise por enxágue são:

  • Características do líquido de extração;
  • Fluxo de volume combinado com a área do bico utilizado;
  • Geometria dos bicos da caneta;
  • Distância do objeto e do ângulo do jato;
  • Sequência implementada na amostragem das superficies dos componentes;
  • Tempo;
  • Número de repetição de extrações por superficies.

A Enge Solutions utiliza a cabine de extração de partículas da empresa alemã Gläser GmbH, modelo ACM 17 a qual disponibiliza estes métodos para extração das partículas dos componentes.

Consulte a nossa equipe de vendas e solicite um orçamento sem compromisso da análise de sujidade!