Análise de Sujidade

Inspeção de Limpeza Técnica

DSC04833.1 - Cópia

Technical Cleanliness (Limpeza Técnica) nada mais é que um conjunto de normas e métodos para determinar o grau de sujidade de cada peça, e padronizar métodos de análise, a fim de classificar classes de partículas aceitáveis em componentes distintos.

Empresas automobilísticas estão na vanguarda quando o assunto é Cleanliness, e não vem de hoje, uma vez que a precisão de peças e sistemas para motores de combustão e componentes vem sendo aperfeiçoados ao longo dos anos. Hoje um número crescente de peças automotivas/componentes têm requisitos especificados quanto ao grau de sujidade, desenhos técnicos de peças já apresentam além das tolerâncias de dimensional códigos como CCC (Component Cleanliness Code) que a peça deve atender, razões principais para isso são:

  • Tolerâncias menores tornam sistemas mais sensíveis à sujeira/partículas.
  • Limpeza e vida útil de sistemas/componentes estão correlacionadas.
  • Partículas grandes podem causar a perda de função de sistemas.

Em meados de 2005 a organização não governamental ISO (International Organization for Standardization) elaborou a norma, ISO 16232 - Road vehicles – Cleanliness of components of fluid circuits, Part 1 to Part 10, o que estabelece os métodos de extração e análise. Esta norma também definiu quais são os equipamentos necessários para determinar o grau de sujidade de peças.

Contaminação de partículas em fluídos também devem ser mensurados, realizamos análises de óleo conforme as normas ISO 4405, ISO 4406, ISO 4407 e ISO 18413 em sistemas hidráulicos nos setores automotivo, agrícola, hidráulico e aeronáutico.

O procedimento de análise se inicia em um ambiente controlado (Cleanliness Lab), esse controle se refere à temperatura do ambiente e da quantidade de partículas no ar, equipamentos de extração e análise são desenvolvidos especialmente para determinar o grau de sujidade.

Uma parceria confiável, experiente e eficiente.

Somos a única empresa na América Latina expertise em Technical Cleanliness e contamos com a parceria da empresa alemã, GLÄSER GmbH.

Com nosso know-how e planta altamente qualificada iremos auxilia-lo na montagem de um correto laboratório Cleanliness.

Nosso laboratório é regido pelas normas ISO 16232 e VDA 19.1  (Verband der Automobilindustrie) Quality Management in the Automotive Industry Inspection of Technical Cleanliness – Particulate Contamination of Functionally – Relevant Automotive Components, junto com suas especificações.

Atendemos hoje mais de 200 normas e especificações de limpeza técnica dos setores automotivo, agrícola, hidráulico e aeronáutico.

engrenagem fluido
particulas_fluido
z,ks_28
evaluation_overview_stamp

MENU CLEANLINESS

Veja abaixo todas as páginas que compõe o serviço de análise de sujidade e seus métodos de extração:

A SOLUÇÃO COMPLETA

A Enge Solutions fornece a solução completa para montagem de um Laboratório Cleanliness, consulte-nos e solicite o seu orçamento com a nossa equipe responsável.

FLUXO CLEANLINESS

PASSO 0 - SOLICITANDO UM ORÇAMENTO

Para solicitar um orçamento do teste de análise de sujidade, análise gravimétrica e curva de decaimento, é necessário que o requerimento abaixo seja preenchido:

PORQUE ISSO É TÃO IMPORTANTE?

As informações acima requisitadas são de suma importância para o processo de análise, essas informações influenciam diretamente na construção do relatório que será apresentado e também para o resultado do relatório/laudo, nosso relatório pode conter um resultado da avaliação, confrontando as informações de limites de sujidade fornecidos pelo cliente com os limites de sujidade encontrados em nosso laboratório, teremos a capacidade de APROVAR ou REPROVAR uma peça/amostra, sem essas informações fornecidas pela cliente o relatório segue sem um resultado.

Vale lembrar que hoje temos mais de 500 normas de sujidade/Cleanliness no mercado, disponibilizar a correta norma e sua revisão, faz toda a diferença no momento da avaliação.

Padronização de resultados, padronização de procedimentos, segurança e agilidade na análise, são fatores importantes para a Enge Solutions, por esse motivo estaremos a disposição para auxilio no que for necessário, desde que as regras apresentadas sejam seguidas a risca.

PROCEDIMENTO PARA ESTORNO DA(S) MEMBRANA(S):

Caso o cliente deseje o estorno da membrana filtrante referente a sua análise de sujidade, o mesmo deverá ser solicitado com antecedência no ato da negociação / antes da realização dos testes. Para tal será cobrado um valor a parte por slide FILTER (membrana filtrante).

Passo 1 - Embalagem

Fica de inteira responsabilidade do cliente o envio da amostra juntamente com sua embalagem, vedação ou outros caso houver. A peça deverá vir embalada individualmente e com uma proteção entre ambas, dessa maneira evita-se que surjam partículas adicionais no processo devido ao atrito que ocorre entre elas durante o transporte. Para envio de fluídos e óleos disponibilizamos frascos com graduação de 200ml, nestes casos consulte a nossa equipe de vendas e solicite o frasco de acordo com a sua necessidade. Não disponibilizamos de frascos acima de 200ml.

Passo 2 - Recebimento de Peças e Fluídos

O serviço da análise de sujidade somente é realizado mediante o recebimento do pedido compras, peças ou fluídos do cliente.

Passo 3 - Analise em peças - VALIDAÇÃO DO MÉTODO DE EXTRAÇÃO (conf. ISO 16232 e VDA 19)

Quando falamos de análise de sujidade/cleanliness alguns procedimentos são fundamentais para que o resultado da análise seja confiável e seguro, além dos equipamentos de ponta que são necessários para tal, seguir a norma VDA 19.1 e ISO 16232 a risca é fundamental, são essas normas que apresentam o procedimento da curva de decaimento, ou seja, validação do método de extração a ser utilizado na análise de sujidade.

Passo 4 - Análise de sujidade / Cleanliness

O método da análise de sujidade é realizado da seguinte maneira: Extração da sujidade em uma Cabine de Extração de Partículas da Gläser GmbH ou quando fluídos em um sistema de filtração kitassato; Secagem da membrana na Estufa; Remoção de umidade da membrana no Dessecador; Teste Gravimétrico e Contagem automática das partículas com determinação metal e não metal em um Stereo Microscópio da Jomesa GmbH ou Scanner Micro&Analytic Gmbh.

Passo 5 - Relatório final

Abaixo compartilhamos um modelo do relatório da análise de sujidade que realizamos constando todas as informações necessárias sobre o procedimento realizado e resultado. Em alguns casos o laudo segue personalizado de acordo com a norma e limites de sujidade que devem ser atendidos, nestes casos, a nossa engenharia responsável irá avaliar caso a caso e determinar qual modelo será utilizado. Exemplo:

Clique nos links abaixo e veja o nosso catálogo geral apresentando a Enge Solutions:

Português

English

Español

Clique nos links abaixo e veja o nosso catálogo de análise em fluídos hidráulicos conforme normas ISO 4406 e ISO 4407:

Português

Español